Do jordão ao deserto


Do Jordão ao Deserto.

Mateus 4. 1-4.

A vida (existência) do ser humano é marcada por situações que se desenrolam de acordo com as decisões que ele toma, quando tomamos decisões acertadas sofremos menos , quando tomamos decisões erradas, conseqüentemente passamos por situações difíceis, na vida todos nós passamos por fases de bonança, prosperidade, saúde, tranqüilidade; mas, às vezes passamos por momentos de grande tribulação, provação, crises financeiras, enfermidades, e são nesses momentos que realmente temos que estar firmes e preparados para superá-lo. Na história dos grandes homens (personagens) da bíblia observamos que muitos deles passaram por experiências difíceis, que neste estudo chamaremos de “deserto” e os momentos de bonança chamaremos de “Jordão”.
Um dos exemplos mais clássicos foi o de Jesus em Mateus 3.13-17, quando logo após o seu batismo no Jordão, seguiu-se a tentação no deserto. A bíblia retrata em várias passagens de situações que aconteceram no (Rio) Jordão, ou às margens do Jordão; no Jordão João Batista reconheceu o poder de Jesus como “ O Messias” , quando disse:”eu é que preciso ser batizado por ti e tu vens a mim”, no Jordão houve a manifestação da Trindade; Deus Pai, Deus Fiho e Deus Espírito Santo.
No Rio Jordão o profeta Eliseu, mandou que o comandante do exército do rei da Síria, chamado Namã, mergulhasse sete vezes para ser curado de sua doença, e ele foi, mergulhou e foi curado de sua lepra II Reis 5.1-10; as planícies do Jordão eram produtivas, as gramas eram verdes, e pastos eram bonitos, por isso Ló “sobrinho de Abrão” escolheu as planícies do Jordão, quando separou os rebanhos que trouxeram da terra que possiam em Ur dos Caldeus. Gen.13.
assim como diz o salmista Davi em Sal. 1.3, as árvores plantadas junto aos ribeiros de águas dão seu fruto na estação própria, assim então entendemos que todas as civilizações localizadas às margens dos grandes rios, se desenvolviam , economicamente, geograficamente e populacionalmente, em contrapartida, as civilizações localizadas em áreas desertas, secas e improdutivas não se desenvolveram, mas são nações que sofrem com o passar do tempo, porque vivem sempre envolvidos em grandes crises que assolam todos os habitantes destas regiões.
Qual é o momento em que você está passando?momento de Jordão ou momento de deserto? Seja qual for a sua situação, Jesus nos deu um grande exemplo quando foi tentado pelo diabo. Mat 4.1-4.
Um dos grandes questionamentos que vivenciamos quando estamos passando por momentos difíceis é o seguinte: porque Deus me colocou neste deserto terrível?
Quando Jesus foi levado para o deserto para ser tentado pelo diabo, Ele estava consciente de que Ele ia ser tentado, Ele não foi ao deserto para jejuar, como muitos afirmam por aí. Ser tentado não é pecado, pecado é ser vencido pela tentação. A tentação é realizada pelo diabo, com a intenção de destruir o crente e levá-lo ao afastamento de Deus; a provação é permitida por Deus para que possamos nos fortalecer espiritualmente, o crente quando ele cai , ele cresce. O sentido do termo provação, “peirasmos” no grego, tem o sentido de uma águia ensinando o seu filhote a voar, ela o coloca em seu bico e o leva nas alturas e o deixa cair lá de cima, quando ele cai, ele descobre que sabe voar. `As vezes Deus utiliza desse artifício para conosco, permite o sofrimento para que possamos crescer.
Jesus nos dá um grande exemplo neste texto das escrituras, quando após 40 dias no deserto com fome, cansado, com sede Ele superou as tentações do diabo, o diabo colocou diante dele tudo que ele como homem mais desejava naquele momento vunerável que estava passando, mas, Ele usou, uma expressão que representa a vitória na vida de muitas pessoas que tem o compromissso com Deus, Ele disse:”está escrito”, quando nós sabemos o que está escrito na bíblia, nós temos autoridade para usá-la em nossa defesa, o conhecimento bíblico nos dá autoridade para vencer-mos o diabo com suas ciladas. A bíblia é nosso manual, devemos consultá-la dia após dias, em todos os momentos.
Do diabo tiramos algumas lições: ele sabe esperar, ele ataca na hora certa, naqueles momentos em que nos encontramos mais fracos e debilitados, por isso que nós cristãos temos que orar e vigiar, estejamos sempre preparados, em comunhão com irmãos e ativo na obra de Deus. Rubens Alves diz: a tentação só habita onde mora o desejo. O pecado mora na porta da necessidade. O inimigo não desiste, ele ataca de todo jeito, ele vem em forma de anjo de luz. IIcor 11.14. e não existe pior inimigo do que aquele que não podemos ver, e que não morre, e se transforma a cada momento. Este é o inimigo de nossa almas.
Nestes momentos de deserto devemos nos espelhar em cristo, Ele foi o nosso melhor exemplo, I Pedro 2.21. estar bem com Deus não é incompatível com as situações que estou vivendo em minha vida. Posso ser fiel em todas as áreas da minha vida e viver em uma tremenda crise financeira, enfermidade, ou outra situação parecida, nem sempre a prosperidade é sinal de benção na vida das pessoas.
Como sair deste deserto terrível?
A única forma de vencer o fracasso é confiar naquilo que está escrito.
Em Deut. 8.3 a bíblia diz; Deus nos prova; Deus nos ensina; Deus cuida de nós; Deus nos disciplina.
Certezas que fazem bem a alma;Deus está no controle de tudo.
Há um propósito atrás de cada coisa que nos acontece.
Deus sabe o que é melhor para mim.
Eu vou sair do deserto.
Um conselho para você ser bem sucedido: Josué 1:8. medite na palavra . amém.
Pr Edemilson Rodrigues Melo.