a realidade da encarnação de cristo


. A realidade da encarnação de Cristo.
Jo. 1.14.
Este é um dos versículos da bíblia que é resumido em suas palavras, porém, muito extenso em seu conteúdo. Falar sobre a encarnação de Cristo sempre foi um tema polêmico, através da história do cristianismo podemos avaliar que em vários momentos na história do cristianismo este assunto foi o foco das atenções e controvérsias, a exemplo do que aconteceu no ano 325 DC, o Concílio de Nicéia, onde todos os debates e entraves se deu sobre a triunidade de Cristo, e conseqüentemente a sua encarnação. Neste período existiu um homem chamado Ário, que segundo as suas crenças acreditava que
Jesus Cristo não era coeterno com o pai, ou seja, Jesus teria sido criado, com isto ele afirmava, que existiu um período em que Jesus não existia. A igreja não aceitava este argumento, convocando o Concílio de Nicéia, onde Alexandre, se opôs a idéia Ariana de que Jesus era a primeira e mais nobre criatura de Deus; a igreja afirmou que Jesus era da mesma “substância’’ou ‘’essência’’do Pai.
Com o passar dos anos observamos que ainda hoje existem grupos religiosos que não acreditam que Jesus é “Deus que veio em carne”, crêem em Jesus, acreditam nele como salvador do homem, mas, não o confessam como ‘’Deus que veio em carne’’.conforme. I Jo 4.1-2.
O advento de Cristo foi marcado de humilhação e humildade, quando todos os indícios apontavam que o
Messias, o Libertador, nasceria em Jerusalém num berço de ouro, cercado de mordomia, teria muitos servos ao seu serviço, muito ouro, prata e riquezas, descendente do auto clero, Jesus nasce numa manjedoura, gerado por uma mulher humilde que morava em uma vila em Nazaré da Judéia, conforme Lucas 9.57-62, Ele não tinha onde reclinar a cabeça, quando cresceu ainda adolescente trabalhava com o pai como ajudante de carpinteiro, quando iniciou o seu ministério deu exemplo de simplicidade e amor, quando lavou os pés dos discípulos, entrou na cidade de Jerusalém montado em um jumentinho emprestado, conforme Luc. 11.1-11. mostrou através de sua existência que não devemos humilhar os pobres,e jamais achar-mos quer ser de classe pobre é ser inferior, se a pobreza é a nossa realidade de vida hoje, é porque Deus queria que fôsse-mos de uma vida humilde, por isso devemos honrá-lo com a nossa vida , independente da nossa situação financeira e social.
Jesus passou por todas as situações de tentações e provações que nós seres humanos passamos, ele foi submetido a tudo, porém, Ele jamais se envolveu em
pecado. Em Mateus 4, fala que Ele foi tentado, o diabo colocou diante dele tudo que Ele mais desejava como homem naquele momento, depois de passar 40 dias no deserto orando, mas Ele rebateu todas as tentativas do diabo com a expressão “está escrito”ou seja, Ele tinha autoridade da Palavra de Deus, para refutar as envestidas do diabo em sua vida, a Bíblia é fonte de vida , de luz, de autoridade, de conhecimento,de amor, do pão da vida,de água da vida, assim como Jesus, devemos buscar na Palavra de Deus, as orientações para ser-mos bem sucedidos em todas as áreas de nossa vida, para ser-mos felizes e bem sucedidos precisamos conhecer o que “está escrito”Jos.1.8.
Que Deus nos abençoe e nos faça conhecedores de sua vontade . amem.

Pr Edemilson Rodrigues Melo.