Irena Sendler morreu...sabe quem era? - 16Set2010

(Comentário feito a partir do conteúdo que está logo a baixo)


Embora há quem insiste em negar a existência do holocusto, a história revela com clareza e riqueza de detalhes que ele existiu e que deixou uma marca muito profunda na humanidade. Um fato interesante me desperta fazer uma reflexão, esse filme não me é estranho! Vamos lá, o que nega que o genocídio o faz com algum interesse que não me arrisco em dizer por não estar inteirado. Aqui temos uma trupe que nega tudo de repugnante que está acontecendo em nosso país e tenta de todas as formas blindar aqueles que sabem e muito dos fatos que são veiculados pela imprensa, que um deles a pouco relatou que tem liberdade demais, isso quando podem claro; a Erenice já foi, como foi o Dirceu, o Palocci e outros que mencionar aqui tornaria esta reflexão muito extensa. Negaram mensalão, os dólares na cueca, o estreito relacionamento com as Farc, a montagem de dossiés, a quebra dos sigilos, os tráficos de influência, o apodrecimento das instituições públicas; madaram até as caras (Dirceu e Dilma) os nomes, de certa forma negam até o passado de terem lutado por causas em "defesa do povo". São maqueados com exemplos de honestidade, integridade e capacidade! É chegamos ao tempo de causar invejas as produções  de hollywood, lá a arte tenta imitar a vida, aqui a vida passou a ser a real expressão da ficção.
Quantas  máscaras mais precisarão cair para que se vejam realmente a verdadeira face da mentira, do engano, da soberba e do mal?
A história de Irena Sendler possa talvez não representar nada para nós, mas fez uma grande diferença na vida daqueles que foram salvos por ela. Para nós talvez, sirva o exemplo como um treinamento que possivelmente será últil no futuro, quando nossos descendentes precisarão serem protegidos para relatar esta história de hoje, como sendo o passado do amanhã.  
    
 
 Júnior Brito 
(esbjr@hotmail.com)



 




Assunto: FW: Irena Sendler morreu...sabe quem era? Por favor,leiaeste e-mail.Obrigado...


 











Irena Sendler




 
Nem sempre o prêmio é atribuído a quem mais o merece...

Uma senhora de 98 anos chamada Irena faleceu há pouco tempo.  

Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, como especialista de canalizações.

Mas os seus planos iam mais além... Sabia quais eram os planos dos nazistas relativamente aos judeus (sendo alemã!)  

Irena trazia crianças escondidas no fundo da sua caixa de ferramentas e levava um saco de sarapilheira na parte de trás da sua caminhoneta (para crianças de maior tamanho). Também levava na parte de trás da caminhoneta um cão a quem ensinara a ladrar aos soldados nazistas quando entrava e saia do Gueto.  

Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar deste encobriria qualquer ruído que os meninos pudessem fazer.
Enquanto conseguiu manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cerca de 2500 crianças.  

Por fim os nazistas apanharam-na e partiram-lhe ambas as pernas, braços e prenderam-na brutalmente.  

Irena mantinha um registo com o nome de todas as crianças que conseguiu retirar do Gueto, que guardava num frasco de vidro enterrado debaixo de uma árvore no seu jardim.  

Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessem sobrevivido e reunir a família. A maioria tinha sido levada para as câmaras de gás. Para aqueles que tinham perdido os pais ajudou a encontrar casas de acolhimento ou pais adotivos.  

No ano passado foi proposta para receber o Prêmio Nobel da Paz... mas não foi selecionada. Quem o recebeu foi Al Gore por uns dispositivos sobre o Aquecimento Global.

Não permitamos que alguma vez esta Senhora seja esquecida!!  

Estou transportando o meu grão de areia, reenviando esta mensagem. Espero que faças o mesmo.

Passaram já mais de 60 anos, desde que terminou a 2ª Guerra Mundial na Europa. Este e-mail está a se reenviando como uma cadeia comemorativa, em memória dos 6 milhões de judeus, 20 milhões de russos, 10 milhões de cristãos e 1.900 sacerdotes católicos que foram assassinados, massacrados, violados, mortos à fome e humilhados com os povos da Alemanha e Rússia olhando para o outro lado.  
Agora, mais do que nunca, com o Iraque, Irã e outros proclamando que O Holocausto é um mito, é imperativo assegurar que o Mundo nunca esqueça.  
A intenção deste e-mail é chegar a 40 milhões de pessoas em todo o mundo.
Une-te a nós e sê mais um elo desta cadeia comemorativa e ajuda a distribuí-la por todo o mundo..
Por favor, envia este e-mail às pessoas que conheces e pede-lhes que não interrompam esta cadeia.